ENDEREÇO

 

Rua Isabel de Castela, 217 s/ 23

Vila Madalena

S.Paulo/SP

05445-010

CONTATO

 

+55(11) 95550.5606 - Patricia

patsa@regenarrativa.com.br

Veja aqui nossa POLÍTICA DE PRIVACIDADE

RECEBA INFOS SOBRE NOSSOS CURSOS

©2017 RegeNarrativa. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • LinkedIn Social Icon

ANDREAS WEBER

Introdutor do conceito de "Enlivenment" (reavivamento), defende evoluirmos a narrativa de sustentabilidade: ao invés de repor recursos, termos o compromisso de criação permanente de vida, não apenas material, mas também significados simbólicos e beleza. Pois o que cria o nosso mundo não são os elementos tangíveis e intangíveis, mas os relacionamentos que ocorrem entre eles.

ARNE NAESS

Filósofo e montanhista, foi o criador dos oito princípios da Ecologia Profunda, que construiu os fundamentos do movimento ambientalista e vem sendo resgatada pelos defensores da abordagem filosófica da sustentabilidade. Critica o antropocentrismo e defende a reintegração do ser humano na natureza, como animal em harmonia com o meio ambiente.

BILL MOLLISON

Junto com David Holmgren, é um dos criadores da Permacultura (do inglês "permanent agriculture"), nos anos 70. Acredita que a única decisão ética é a de assumir a responsabilidade pelas nossas ações. E que, a partir da ética da Permacultura, é possível criar harmonia com nós mesmos, entre as pessoas e com o planeta.

Please reload

BILL REED

Trabalha com planejamento regenerativo e é diretor na Integrative Design e na Regenesis - organizações que desenvolvem projetos de construção e de planejamento comunitário inspirados na teoria dos sistemas vivos.

http://www.regenesisgroup.com/

CAROL SANFORD

Ao acreditar no potencial das organizações para a construção de um mundo de relações mais harmônicas e de respeito, a autora de "The Responsible Business" há décadas se dedica a educar para negócios regenerativos.  

CHARLES EISENSTEIN

É palestrante e autor de vários livros que tratam dos paradigmas atuais, da relação com o dinheiro, da separação de nós mesmos, da comunidade, da natureza, da religião e do poder de construir "O Mais Belo Mundo Que Nossos Corações Sabem Ser Possível."  Fala da necessidade de uma nova narrativa para a humanidade. E que , antes de tudo, somos relacionamento e não seres separados vivendo relacionamentos.

DAVID BOLLIER

Autor aclamado na área da economia dos commons (bens coletivos), tem militado pela disseminação e desenvolvimento dessa nova abordagem, que apresenta-se como uma estrutura alternativa para a economia pós-capitalista. A ideia fundamenta-se na redistribuição dos abundantes recursos invisíveis, ociosos ou sub-utilizados que existem nas cidades e são desperdiçados pelo sistema econômico capitalista, ou acabam concentrados nas mãos de poucos.

DAVID HOLMGREN

Nos anos 70, Holmgren junto com Bill Mollison apresentou os conceitos da Permacultura ao mundo, com o lançamento de “Permaculture One”. A partir da observação dos padrões da natureza, a permacultura oferece um framework para o design de projetos ambientais e sociais baseado em relações de harmonia, na valorização da diversidade e na busca da máxima potencialidade dos parceiros.

DONELLA MEADOWS

Grande especialista em teoria dos sistemas complexos, trabalhou para governos e organizações globais, tendo como obra seminal seu artigo sobre os Leverage Points (pontos de alavancagem): em que nível de um sistema se deve interferir para promover as mudanças mais significativas e efetivas. Quando aplicado a sistemas complexos, oferece um excelente caminho para o comprometimento com a sustentabilidade.

FRIJOT CAPRA

Autor consagrado de livros como "O Tao da Física", "Ponto de Mutação" e "A Teia da Vida", sua mais recente obra aborda as dinâmicas dos sistemas vivos/biológicos como o fundamento para compreendermos as relações sociais e econômicas, uma alternativa para a visão industrial-mecanicista-linear, que ele considera irrealista e insuficiente para lidarmos com o mundo.

Please reload

JOANNA MACY

Defensora do conceito do Great Turning (a grande virada), acredita que só atingiremos a sustentabilidade a partir do coração, e não do pensamento racional. Para tanto, criou uma série de técnicas de facilitação "embodied" (algo como corporais), que provocam as pessoas a sentir profundamente, ao invés de apenas racionalizar.

JOHN FULLERTON

John Fullerton é fundador e presidente do Capital Institute, que se baseia no trabalho colaborativo como forma de fomentar e de dar suporte à transição da economia para um viver mais justo, regenerativo e sustentável, com uma radical transformação do sistema financeiro. Usa o termo Capitalismo Regenerativo, cujo vigor dependeria da vitalidade da sociedade e das pessoas, e que tem raízes na saúde ecológica e no desenvolvimento inclusivo das potencialidades humanas.

LOUIS FOX

Cineasta norte-americano, engajado em promover a sustentabilidade por meio de mudanças profundas na narrativa atual, tem em seu currículo alguns filmes que foram mega-sucessos de viralização e tornaram-se ícones do ativismo: o premiado The Story of Stuff (2007), The Meatrix (2003) e Grocery Store Wars: the organic rebellion (2006), que conseguiram disseminar em linguagem simples e interessante temas como a economia insustentável, a alimentação orgânica e a produção industrial de carne.

MICHEL BOWENS

Um dos maiores especialistas em economia dos commons (ou bens coletivos), criou a P2P Foundation, que oferece uma enorme gama de conteúdos online colaborativos. Atualmente seu maior foco é a criação de um framework para estabelecer uma governança adequada aos commons, que pede sistemas inovadores de participação dos cidadãos na gestão pública, e mudanças na regulação dos mercados e das cidades.

NASSIM HARAMEIN

Diretor de Pesquisa da fundação The Resonance Project, tem sido incansável disseminador de temas complexos de física quântica, ressonância mórfica, cosmologia e geometria sagrada junto ao público leigo. Seus estudos buscam construir a Teoria do Campo Unificado, que explicaria os padrões da criação do universo e a consciência da natureza, o que nos permitiria entrar em harmonia com eles.

OTTO SCHARMER

Criador da Teoria U, este autor e professor do MIT trabalha processos de inovação disruptiva e pensamento estratégico baseado na expansão da consciência, bebendo nas fontes da fenomenologia e da física quântica. Cunhou o termo "presencing" (estar presente) para definir a conexão profunda do indivíduo com o ambiente, e a partir daí acessar um futuro que já existe e deseja emergir. Também defende a ideia de migrarmos de um ego-sistema para um eco-sistema, do ser humano mais integrado com a natureza.

ROB HOPKINS

É o fundador do movimento Transition Towns (cidades da transição), que se disseminou mundo afora, inclusive no Brasil. São cidades pautadas por relações menos monetizadas e de conexão social profunda e solidária, de valorização dos produtores locais e harmonia com a natureza. A primeira transition town do mundo foi Totnes, na Inglaterra, onde mora até hoje.

SATISH KUMAR

Quem tem a felicidade de ouvir as histórias de Satish Kumar à meia-luz e no calor de uma lareira, sabe da capacidade desse grande ativista em alimentar sonhos para um mundo de relações baseadas em amor. O fundador do Schumacher College, no Reino Unido, tornou-se um pacifista inspirador para ecologistas e educadores de todo o mundo. No livro “No Destination: An Autobiography” relata a longa caminhada pela paz, nos anos 60, da Índia para a América. Sem dinheiro e com muita confiança nas pessoas e na natureza.

STARHAWK

Uma das principais vozes do eco-feminismo e da permacultura social, Starhawk desenvolveu técnicas para inspirar uma espiritualidade baseada na reconexão profunda com a Terra. Na sabedoria de cuidado com as gerações futuras e no chamado para observar inerentes à permacultura, busca as ferramentas para desenhar projetos em comunidades e curar a relação com o planeta.

THICH NAHT HAN

Para falar sobre Thich Nah Han é necessário ser simples como o seu jeito de viver e de transmitir saberes. Quem leu algum de seus livros, entende da capacidade de refletir sobre assuntos complexos como amor, medo, compaixão e comunicação, da forma mais fácil de compreender. Thich Nah Han introduziu nos anos 60 a ordem do InterSer ou Interbeing , que compartilha o princípio do “co-surgimento dependente” - todos os seres estão interligados. Plum Village, a primeira comunidade monástica fundada por ele em 1982, na França, recebe pessoas do mundo todo.

THOMAS BERRY

Defensor de uma narrativa para a humanidade que dê propósito e significado, acredita que as velhas histórias perderam força. Berry foi padre, escritor e sonhador de um novo papel do homem na Terra. O de voltar a ouvir o que a natureza tem a nos dizer. Autor de vários livros como "Evening Thoughts: Reflecting on Earth as a Sacred Community", Berry dizia que o homem perde a conexão com a alma quando se esquece das florestas, das borboletas, do som dos pássaros, se não mais enxerga as estrelas.

E.F. SCHUMACHER

O economista que até os 45 anos se dedicou ao crescimento econômico tradicional, nos anos 70 lançou uma das ideias mais influentes entre as vozes contrárias a um dos processos de intoxicação do século XX: o gigantismo das organizações, com a produção em massa de produtos baratos. Ao escrever "Small is Beautiful" (Pequeno é Belo), Schumacher adiantava várias discussões, desde a separação do homem da natureza à necessidade de um novo estilo de vida, com novos métodos de produção e novos padrões de consumo. Um visionário, emerge dos anos 70 direto para as rodas de diálogo de hoje. Talvez seja o momento de Schumacher ser revisitado.   

Please reload